19 setembro 2006

No princípio, era o erro

"Exponor XXI vai trazer nova centralidade a Matosinhos"

Esteve para acabar e afinal vai crescer. Ainda bem que prevaleceu o bom senso. O que antes (saída intempestiva) era critivável agora merece um louvor. Matosinhos agradece. Parece-me...

4 comentários:

Pedro disse...

o centro de exposições vai na mesma para a Feira. A Exponor XXI vai ter outras funções.

Fernando Rogério disse...

Se for assim, retiro o que disse e lamento, claro

Pedro disse...

Pelo menos é o que se depreende da entrevista de Ludgero Marques. O outro texto está um pouco ambíguo...

http://jn.sapo.pt/2006/09/19/primeiro_plano/santa_maria_feira_e_optimo_local.html

Por que é que decidiram mudar o centro de feiras da Exponor, localizado em Matosinhos, para o complexo do Europarque, em Santa Maria da Feira?
Para tornar a Exponor maior e melhor. Aquilo que eu tenho dito sempre é que quero uma Exponor que seja um centro comercial de exposições. É um conceito novo que a Europa está a seguir e que queremos fazer. As condicionantes que se punham aqui, em Matosinhos, para a expansão da Exponor, e as dificuldades de fazer obras enquanto as exposições se estavam a realizar não eram as ideais. Penso que construir em Matosinhos algo que fosse uma complementaridade da Exponor, isto é o centro 'business-to-business' e de 'trade-market', nos dá a vantagem de sermos o primeiro 'business-to-business' e 'market center' do país, que vai estar relacionado com todos os centros internacionais.

As feiras que actualmente se realizam na Exponor, em Matosinhos, terão o mesmo sucesso em Santa Maria da Feira?

Eu espero que tenham mais. Porque eu conheço muito bem - mais do que alguns escribas que fazem críticas à Exponor -, as feiras internacionais, sabemos como tudo se movimenta. A Exponor em Santa Maria da Feira vai ser um grande sucesso.

Fernando Rogério disse...

Relendo, quer-me parecer que sim, que a Exponor XXI não terá feiras, pelo menos no formato actual. Lamento, ainda que ressalve o facto do espaço não ser abandonado e haver reinvestimento na zona. O que mais me aflige (este é o termo correcto) é o abandono das estruturas, que depois ficam a servir para tudo, sobretudo para a criminalidade