16 maio 2006

15 maio 2006






Bem visto!



Pedro Lessa explica aqui, na Baixa do Porto, como é possível renovar o movimento e dar vida à Praça Carlos Alberto, com um simples desvio da linha dos autocarros. As boas ideias não devem morrer.

Clássicos


Renault Dauphine - 1958
Bancada Norte








Eis a dobradinha... o sabor é fantástico, ainda mais a sensação de que tudo voltou ao normal!

04 maio 2006

Já não se pode comprar um Porsche?





"O Ministério das Finanças e da Administração Pública e o Ministério da Justiça estão a preparar um protocolo que permitirá à Direcção-Geral dos Impostos (DGCI) ter acesso às bases de dados da Conservatória do Registo Automóvel por via electrónica. O objectivo é dar ao fisco poder de acesso a toda a informação relevante para fins fiscais, designadamente o controlo de sinais exteriores de riqueza ou os bens disponíveis para a penhora electrónica"
(DN)
É ver, daqui a pouco, os pseudoliberais a berrar pelos direitos de privacidade. Aqueles que permitem comprar Porsches com o produto da fuga aos impostos...

Clássicos


Ford Capri 3000 V6 GT - 1972

03 maio 2006

Pérola de português

Este "PEÇA-NOS-LO" pode ser lido algures no Parque Nascente. Há mais por lá...

Atirar para o lado

Li este post "Qual o papel da oposição?" na Sede e deixei este comentário: "É farta a argumentação na tentativa de explicar o inexplicável. Pessoalmente, marimbar-me-ia para o PS não se desse o caso de a cidade precisar dele enquanto partido potencialmente capaz de fazer oposição. Contudo, como não existe - eu pelo menos não o vejo, se alguém se cruzou com ele, avise, p.f. -, não passa do potencialmente e, então, o exercício aqui feito é inócuo. Nós - eu incluído e todos os que habitam e se interessam pela cidade - temos que deixar as queixinhas e partir para a luta. É tempo de assumir a cidadania e abandonar os queixumes porque os outros não fazem. Só agindo a nossa crítica terá legitimidade e as nossas reivindicações o peso da razão.

Tenho dito!"

E mantenho: chutar para o lado é perder tempo e energia, embora seja mais confortável; acertar na baliza é produtivo.
P(ost)S(criptum): esta opinião não invalida que o PS do Porto esteja a dormir ou a sonhar... que existe.

01 maio 2006

Bancada Norte

Nova avenida para festejar












Os campeões festejaram em família, como deve ser. O Guimarães foi trucidado e, antes e depois do jogo, os adeptos não pouparam nos “agradecimentos” a jogadores e técnicos. Novidade: a concentração de pessoas na avenida do Dragão. Ficou claro que, também pelas guerrinhas de Rui Rio, os portistas encontraram novo local para festejar. Parece-me bem, embora admita as saudades pelas inúmeras voltinhas na Avenida dos Aliados.