24 janeiro 2006

Cobertura


Li no Público que está a ser discutido um projecto para cobrir três partes da VCI - Boavista, Prelada e Antas. A ideia assusta, a intenção parece boa. O que continuo sem entender é de onde vem o dinheiro, ou agora a Câmara do Senhor Rio deixou de ter dificuldades financeiras. Se for o poder central a pagar, sou a favor

8 comentários:

Anónimo disse...

Foto gentilmente cedida pelo blog "A Baixa do Porto":
http://porto.taf.net/arquivo/2004_06_20_blogporto.htm#108786229776668209

;-)

AM disse...

Caro Fernando

Explique lá essa do "poder central" a pagar????

AMNM

Fernando Rogério disse...

Explico, fácil: o dinheiro deve sair do orçamento do Estado - seja porque departamento for - e não dos cofres da CMP. Simples!

Anónimo disse...

desculpem a falta de capacidade: cobrir é tapar por cima, tipo tunel??????

Fernando Rogério disse...

Exactamente, para abafar o barulho e não incomodar quem lá vive. Qualidade de vida, é o que é

Anónimo disse...

Há muitos anos, era o Porto como é - uma obra sem fim - um amigo que já partiu mostrou-me uma frase fantástica pichada no tapume de uma das muitas reformas urbanas: TAPAM TUDO!!!!!!!
Eu não sei se acho bem essa de cobrir a VCI. Na Prelada podia sempre espreitar as janelas do Bloco do Hospital e tentar adivinhar se a minha amiga Anabela estava de serviço.... nas Antas dava-me muito o que reflectir ver o velho edifício do Conde Ferreira e na Boavista animava-me passar o Foco e sentir que estava perto da Foz. Porquê taparem ávores e o azul, ou o cinza, do céu, gentes e casas....TAPAM TUDO!!!!!!!!! Não concordo, a menos que me expliquem!

AM disse...

Desculpe ter perguntado e não ter cá voltado...

"Explico, fácil: o dinheiro deve sair do orçamento do Estado - seja porque departamento for - e não dos cofres da CMP. Simples! "

No seu caso não sei, agora no meu caso os impostos (directos e indirectos) vão todos parar ao Min. das Finanças.

A forma melhor ou pior como eles depois distribuem o saque entre os bandidos (sim porque de bandidos no Governo Central ou na Cãmara se trata) sinceramente diz-me muito pouco.
Abraço
AMNM


"

Fernando Rogério disse...

A mim interessa saber o que fazem com o meu dinheiro lá na capital. Na impossibilidade de qualquer controlo, serve como espécie de consolo saber que alguma dessas verbas possa ser gasta (melhor, bem gasta) em algo que também me diz respeito. Já agora, há (poucos) impostos que ficam na autarquia, m as não chegam para quase nada...
Abraço e obrigado pelo cuidado na resposta.